Postagens Aleatórias

O Caminho

"Fora do Caminho da Graça em Cristo, não há caminho a ser feito!"

AMOR DE QUALQUER MANEIRA?


Desejo compartilhar com vocês queridos leitores uma pesquisa feita na pratica, eu uso esse termo Queridos e talvez você se pergunte como ela pode me chamar de querido se não me conhece? Aceite esse desejo bom que lhe é oferecido o desejo bom de ser querido. Vamos a pesquisa, vocês sabem que sou professora em heresiologia por isso não posso falar escrever do que não conheço fui conhecer e vou compartilhar com vocês agora.


Estive visitando varias salas de bate papo inclusive as Evangélicas, precisei participar e fiquei impressionada com o numero de pessoas que vivem em extrema solidão e buscam a través de tais salas baterem um papo. Reparei que a conversa começa com a suposta intenção de amizade, mas termina em sexo virtual. Quanta carência! A onde nos levará esse sentimento? A igreja parece não estar cumprindo seu papel dentro e fora os encontros na casa de Deus (como se Ele pudesse habitar em templos construído por mãos de homens) são tão religiosos que trás solidão. O que me impressionou foi os evangélicos, sabe por quê? Pela contradição com a fé que afirmam ter. Essa fé precisa ser vivida em toda dimensão que ela é. Por que se relacionar com muitas pessoas virtuais e não um relacionamento a dois? o que está acontecendo? Essa é uma pergunta seria. Observei que mais do que nunca a frase “Qualquer maneira de amor vale a pena” faz sentido.O mundo vive tanto desamor, indiferença e a promiscuidade, que o afeto será sempre bem-vindo, qualquer que seja a sua forma. Não falo apenas do amor romântico, aquele que acontece entre duas pessoas também! mas falo do amor que flui o tempo todo, em todas as direções, a qualquer hora.Isso é o que está faltando.


Todos podem ser uma fonte de amor. Sendo amoroso com cada um que encontramos amorosos em tudo o que faz, só o amor dá segurança. Só o amor tem razão, pelo simples fato de não pretender. O amor aproxima as coisas mais distantes, ele vence o tempo o espaço e o amor universal é a única saída. Há muitas famílias que vivem em seus lares como se tivessem numa espécie de redoma, vendo o mundo externo como uma ameaça. E o resultado disso, é que encontramos pessoas bastante desconfiadas, sem nenhum senso de cooperação social...Toda renúncia, entrega de si, toda dedicação operosa, todo devotamento para eles parece perda ou atitude inútil. O interesse individual passou a ser de ordem suprema. Na busca da autenticidade, muitos conceitos vão sendo questionados. Cada um desenvolve as suas próprias ideias, querendo que o outro se comporte de acordo com elas. Você espera receber aquilo que precisa e esquece que a natureza do amor está exatamente no oposto: no interesse puro de ajudar no crescimento alheio, no desejo de participar na construção de um mundo melhor. Sem amor para consigo mesmo é impossível amar ao próximo. A maturidade deste momento está na busca do respeito de dentro para fora e não a partir de uma ordem que determina o certo e o errado. A base é o respeito por si mesmo, o reconhecimento do ser único. Senti nas salas de bate papo uma prisão! pessoas buscando e buscando mas buscando o que? e o que se pode achar estando aprisionada?


Hermann Hesse diz:


“Dar sentindo a vida é missão de amor. Quanto mais somos capazes de amar e de nos dedicar a alguém, tanto mais plena de sentindo se torna nossa vida”.


Paz.