JESUS QUER UMA SEMANA SANTA OU UM MUNDO SANTO O QUE VOCÊ ACHA?




                 (É com muita tristeza que coloco essa imagem)

A Semana Santa é a ocasião em que é celebrada a paixão de Cristo, sua morte e ressurreição, é o que se diz!



Jesus Cristo não aceitava o tipo de vida que seu povo levava o governo cobrando altos impostos, riquezas extremas para uns e miséria para outros.



Os lideres judaicos cobravam quatro tipos de dízimos. Jesus trouxe ao mundo uma palavra de conhecimento da verdade,que nos liberta de toda cegueira espiritual . 



Em Jerusalém, foi aclamado pelo povo como o Messias, o Rei. Mas os romanos não acreditavam que Ele era filho de Deus, duvidavam dos seus sábios ensinamentos, de sua missão para salvar a humanidade, então passaram a persegui-lo, com grande colaboração dos religiosos que seguiam o Pentateuco e o livro de Isaías. Foi por isso que foi preso. Ele foi torturado, zombaram Dele até ser morto mais ressuscitou, , a intenção era calar a voz da verdade. 



No ano de 325 d.C, o Concílio de Niceia, presidido pelo Imperador Constantino e organizado pelo Papa Silvestre I, fabricou e consolidou a doutrina da Igreja Católica, como a escolha dos livros sagrados e as datas religiosas. Ficou decidido também que a Semana Santa seria comemorada por uma semana (do domingo de ramos ao domingo de Páscoa). Há relatos de festas em homenagem aos últimos dias de Cristo, pouco tempo depois de sua morte. Porém comemoravam dois dias apenas (sábado de aleluia e domingo da ressurreição). Nesse Concílio também foi adotado o Catolicismo como religião oficial do Império Romano. 



Cada dia da comemoração faz referência a um acontecimento: o domingo de ramos refere-se à entrada do Rei, o Messias, na cidade de Jerusalém, para comemorar a páscoa judaica. Na segunda-feira seguinte foi o dia em que Maria ungiu Cristo; na terça-feira foi o dia em que a figueira foi amaldiçoada; a quarta-feira é conhecida como o dia das trevas; a quinta-feira foi a última ceia com seus apóstolos, mais conhecida como Sêder de Pessach. A sexta-feira foi o dia do seu sofrimento, sua crucificação. Sábado é conhecido como o dia da oração e do jejum, onde os cristãos choram pela morte de Jesus. E, finalmente, o domingo de páscoa, o dia em que ressuscitou e encheu a humanidade de esperança de vida eterna. 



A pergunta que não quer calar! Você crê sinceramente que Jesus tendo lutado contra tantas hipocrisias inclusive os lideres do judaísmo religião da época (que já caducava) você realmente crê que Ele quer que você comemore a morte Dele ou uma vida com Ele ? Alias se você comemora a morte Dele para você Ele esta morto! A resposta é tão simples ainda mais para os que leem Seu Evangelho, NÃO! 



E veja o que fizeram com nosso Jesus nosso Mestre, um garoto propaganda, nesse samba do criolo doido entra chocolate, entra o coelho que coloca ovos de chocolate, você já viu coelho colocar ovos e ainda de chocolate. O comercio lucra muito com o garoto propaganda chamado Jesus. Lembre-se esta tudo interligado nós vivemos nesse planeta chamado terra compactuamos com a riqueza de uns e a miséria de ouros pense bem! Decide você crê que ele quer que você comemore a morte dele imposta pelo Império Romano com união da Igreja católica? não estou falando dos católicos estou falando do sistema religiosos católico.


Símbolos da Pascoa 


Ovos de Chocolate e o coelho que tem haver com Jesus Cristo?



Quem sabe o que é "Theobroma"? Pois este é o nome dado pelos gregos ao "alimento dos deuses", o chocolate. "Theobroma cacao" é o nome científico dessa gostosura chamada chocolate. Quem o batizou assim foi o botânico sueco Linneu, em 1753. Mas foi com os Maias e os Astecas que essa história toda começou. O chocolate era considerado sagrado por essas duas civilizações, tal qual o ouro. Na Europa chegou por volta do século XVI, tornando rapidamente popular aquela mistura de sementes de cacau torradas e trituradas, depois juntada com água, mel e farinha. Vale lembrar que o chocolate foi consumido, em grande parte de sua história, apenas como uma bebida. Em meados do século XVI, acreditava-se que, além de possuir poderes afrodisíacos, o chocolate dava poder e vigor aos que o bebiam. Por isso, era reservado apenas aos governantes e soldados. Aliás, além de afrodisíaco, o chocolate já foi considerado um pecado, remédio, ora sagrado, ora alimento profano. Os astecas chegaram a usá-lo como moeda, tal o valor que o alimento possuía. Chega o século XX, e os bombons e os ovos de Páscoa são criados, como mais uma forma de estabelecer de vez o consumo do chocolate no mundo inteiro. É tradicionalmente um presente recheado de significados. E não é só gostoso, como altamente nutritivo, um rico complemento e repositor de energia. Não é aconselhável, porém, consumi-lo isoladamente. Mas é um rico complemento e repositor de energia. 



A tradição do coelho da Páscoa foi trazida à América por imigrantes alemães em meados de 1700. O coelhinho visitava as crianças, escondendo os ovos coloridos que elas teriam de encontrar na manhã de Páscoa. Uma outra lenda conta que uma mulher pobre coloriu alguns ovos e os escondeu em um ninho para dá-los a seus filhos como presente de Páscoa. Quando as crianças descobriram o ninho, um grande coelho passou correndo. Espalhou-se então a história de que o coelho é que trouxe os ovos. A mais pura verdade, alguém duvida? No antigo Egito, o coelho simbolizava o nascimento e a nova vida. Alguns povos da Antiguidade o consideravam o símbolo da Lua. É possível que ele se tenha tornado símbolo pascal devido ao fato de a Lua determinar a data da Páscoa. Mas o certo mesmo é que a festa tradicional associa a imagem do coelho, um símbolo de fertilidade, e ovos pintados com cores brilhantes, representando a luz solar, dada como presentes. A origem do símbolo do coelho vem do fato de que os coelhos são notáveis por sua capacidade de reprodução. Como a Páscoa é ressurreição, é renascimento, nada melhor do que coelhos virou símbolo da fertilidade. Imagina?

Agora você decide! Olha a imagem acima e responda sinceramente Jesus deseja uma semana santa o um mundo santo?

NOVO TESTAMENTO

Quem caminha com Cristo, deve fazer a leitura do N.T. conforme a sequência que se segue, sem leitura orientada, a fim de que cada um, de si mesmo, verifique o significado do Evangelho sem as leituras pré-condicionantes aprendidas na religião. É preciso aprender a olhar as Escrituras a partir do Evangelho.

O EVANGELHO É A BOA NOVA


O Evangelho é a Boa Nova. O Evangelho é a certeza de que Deus se reconciliou com o mundo, em Cristo; e que agora os homens podem se desamedrontar, pois foi destruído aquele que tem o poder da morte — a saber: o diabo —; bem como foram libertos aqueles que estavam sujeitos à escravidão do medo da morte por toda a vida. Quem crer está livre, e pronto para começar a andar na paz”.

☛ QUERIDOS SEGUIDORES

☛QUERIDOS SEGUIDORES DO GOOGLE+

☛ Comentários Recentes

Minha lista de blogs