Postagens Aleatórias

O Caminho

"Fora do Caminho da Graça em Cristo, não há caminho a ser feito!"

Jesus Cristo

Embora a principal fonte de informação sobre jesus seja o Novo Testamento, Jesus é citado como uma pessoa real em várias outras fontes não bíblicas. Cornélio Tácito (56-117 d.C.), por exemplo, historiador romano do século I, diz que Jesus sofreu sob o governo de Pôncio Pilatos(26-36 d.C.). Suetônio (69-122 d,C), oficial do Imperador Adriano (117-138 d.C.), refere-se a Cristo como alguém que viveu no século I. O famoso historiador romano de origem judaica Flávio Josefo (37-97 d.C.), falou sobre Ele como sendo um homem que realizou grandes feitos, dizendo ainda muitos judeus e não judeus se tornaram discípulos Dele. Essas e outras referencias não deixam dúvidas na mente de praticamente qualquer historiador de hoje que Jesus realmente existiu como pessoa.

AFINAL QUEM É JESUS?
A melhor maneira de conhecer a história de Jesus é lê-la por si mesmo. Existem quatro livros na Bíblia que se concentram na vida de Jesus: Mateus, Marcos, Lucas e João. Eles são chamados de Evangelhos, palavra que significa “boas novas, boas notícias”, e cada um tem um foco levemente distinto, tratando de partes diferentes da vida de Jesus.

JESUS DE NAZARÉ
Comumente chamado de Jesus Cristo, foi judeu palestino do século Iº de nossa era que viajou por Israel pregando e ensinando sobre Deus, o Reino de Deus e a maneira pela qual as pessoas de todo o mundo poderiam chegar até Deus, obter perdão de seus pecados e receber vida eterna. Nascido na cidade de Belém (local onde também era famoso rei Davi), cresceu numa cidade pequena e desconhecida chamada Nazaré com seus pais José e Maria, e muito provavelmente trabalhou como carpinteiro na oficina de José. Com cerca de 30 anos, começou a viajar como rabi, ensinando nas sinagogas (locais de culto) judaicas, em lares e ao ar livre. Ele costumava atrair grandes multidões para ouvir seu novo nascimento. As pessoas nunca haviam ouvido alguém falar com autoridade e sabedoria da maneira como Ele fazia, normalmente desafiando as posições estabelecidas. Ele também realizou feitos miraculosos que ninguém conseguia explicar.

A Bíblia nos diz que Ele reuniu em torno de si 12 discípulos pessoais, a quem ele chamou de apóstolos, e os treinou por três anos, de modo que eles pudessem sair e espalhar seus ensinamentos. Tendo chocado o estabelecimento religioso baseado em Jerusalém, foi crucificado aos 33 anos de idade pelos romanos- um método perturbador de morrer ao ser pendurado numa cruz com pregos. Ele morreu, foi sepultado numa tumba, mas no terceiro dia depois disso, ressuscitou dentre os mortos. A verdadeira pergunta sobre quem Jesus é não se concentra Nele como a figura histórica que viveu muito tempo atrás. A pergunta é: Ele foi apenas um homem, um profeta, um grande professor de moral ou algo muito maior que isso? Era Ele o Filho único de DEUS?

JESUS FOI MAIS DO QUE UM SIMPLES HOMEM?

Jesus foi de fato um homem. Ele foi plenamente humano. Mas os autores do Evangelho o proclamam como sendo O Filho de Deus e o Salvador do mundo. Esses evangelhos apresentam Jesus como divino Deus em carne humana. Você pode achar ultrajante que qualquer ser humano proclame que é Deus, bem como considerar que tal pessoa seja lunática ou mentalmente perturbada. Mas seria isso uma possibilidade? Alguns diriam que Jesus nunca afirmou ser Deus. É verdade; Ele nunca disse as palavras “eu sou Deus”.

Mas ele forneceu algumas indicações claras, por meio daquilo que disse, que considerava a si mesmo como sendo Divino. Em João 10.30, por exemplo, Ele disse: “Eu e o Pai somos um”.As pessoas que ouviram dizer isso começaram a pegar pedras para jogar Nele. Por quê? “não vamos apedrejá-lo por nenhuma boa obra, mas pela blasfêmia, porque você é um simples homem e se apresenta como Deus” (João 10.33). Em outra ocasião, Jesus disse e meio a um período de ensinamento interativo: “Eu lhes afirmo que antes de Abraão nascer Eu Sou!”(João 8.58). As pessoas ali também pegaram pedras para atirar Nele, porque o termo “Eu Sou” é o nome pessoal de Deus no Antigo Testamento. É possível que a passagem mais notável de todas seja esta: “No princípio era aquele que é a Palavra tronou-se carne e viveu entre nós. Vimos a sua glória, glória como do unigênito vindo do Pai(João 1: 1-3, 14). Durante o julgamento que aconteceu pouco que aconteceu pouco antes da crucificação de Jesus, o sumo sacerdote perguntou-lhe diretamente: “Você é o Cristo, O Filho do Deus Bendito? “Sou “, disse Jesus. E vereis o Filho do homem assentado á direita do Poderoso vindo com as nuvens do céu (Marcos 14: 61-62).

De maneira mais indireta, Jesus costumava se colocar na posição de Deus ao fazer coisas de Deus ao fazer coisas que apenas Deus tinha direito de fazer, como perdoar pecados. As pessoas o adoravam e ele não as impedia de fazê-lo. Tomé, o discípulo cético, chamou-o de “Senhor meu e Deus meu” (João 20.28). Jesus não o contradisse. Portanto, não há dúvida de que Jesus se considerava Deus, e o Novo Testamento claramente o apresenta como o divino Filho de Deus. Mas realmente era? Como podemos saber com certeza? Bem, existem várias possibilidades lógicas. Ele poderia não ser Deus e saber disso, situação essa que o transformaria num mentiroso. Ele poderia acreditar que era Deus mas estar enganado, o que faria dele um doente mental, um lunático. Ele poderia ser uma pessoa maligna disfarçada de Filho de Deus. Ou então Ele era quem dizia ser. Quando você considera os ensinamentos que já saíram da boca de um ser humano; quando olha para a qualidade de sua vida e a maneira como ele interagia intelectualmente com as pessoas; quando considera sua disposição de morrer por aquilo que declarava, fica difícil aceitar alguma das opções plausível é que Jesus disse é quem Ele disse que era. Acredite em Jesus. Não deixe de ler os Evangelhos.

PORQUE FOI PRECISO JESUS MORRER NA CRUZ?

Deus criou os humanos como seres perfeitos. Por meio de um ato de desobediência a Deus, o pecado entrou na raça humana e infectou todo ser humano desde então. A Bíblia declara que “o salário do pecado” Romanos 6.23. Isso significa não apenas a morte física mas também morte espiritual e a separação eterna de Deus, que tem consequências terríveis. Deus poderia ter nos deixado naquele estado e se esquecido de nós, mas lemos que o grande amor de Deus o fez vir a nós e criar um caminho através do qual os humanos pudessem voltar a ter um relacionamento com Ele. Mas o pecado, a quebra da lei de Deus, tinha de ser pago, e nenhum esforço ou sacrifício humano era suficientemente bom para fazer isso. Assim, Deus tomou a iniciativa e enviou Seu Filho ao mundo para ao mundo para a pena por todos os nossos pecados. Porque Jesus fez isso através de sua morte sobre a cruz a ofensa do pecado foi removida e somos agora livres para ter um relacionamento pessoal com Deus através da fé em Jesus Cristo. Quando fazemos isso, recebemos a vida eterna.

QUAL O SIGNIFICADO DA EXPRESSÃO EVANGELHO ?

A palavra evangelho significa simplesmente “boa noticia”. O evangelho cristão é o anuncio do reino e da salvação de Deus. É a boa notícia sobre Jesus Cristo, sobre seu nascimento virginal incomum, sua vida sem pecado, Seus ensinamentos, sua morte sobre a cruz como sacrifício pelo pecado, Sua ressurreição, Sua ascensão ao céu e sua derradeira volta á terra para julgar todas as pessoas e para governar e reinar para sempre. O Evangelho é uma mensagem de esperança. Ele apresenta Jesus Cristo com Salvador do mundo e O caminho para Deus. A mensagem do Evangelho inclui um convite a todos para que se afastem de seus pecados, que creiam no Senhor Jesus Cristo e que recebam perdão e vida eterna. O Evangelho inclui os ensinamentos de Jesus sobre como viver como seu seguidor e como servir a Deus com outros. Por ser a mensagem mais importante que Deus já enviou para a humanidade, Ele pode transformar sua vida aqui e agora e prepará-lo para se encontrar com Deus e para passar a eternidade com Ele. É importante espalhar as boas notícias de modo que todo, no mundo inteiro, tenham uma chance de ouvi-la e de se arrepender.

ONDE POSSO LER MAIS SOBRE JESUS?

O Novo Testamento é de longe, o melhor lugar para ler sobre Jesus. Leia os quatro Evangelhos:
Mateus
Marcos
Lucas
João
Depois continue a ler o restante do Novo Testamento porque há mais coisas ditas sobre Jesus ali.