3 Tipos De Servos

Êxodo 17.8-15
Podemos comparar a Igreja de hoje com o povo de Deus que caminhava no deserto. Tudo era motivo de reclamação: falta de água, comida, inimigos, cansaço, etc. Não podemos pensar que somos servidos por Deus e sim que nós servimos a Ele que é o Maior. Ilustração: seis cegos foram convidados a conhecer um elefante. Um deles abraçou a pata do animal e disse: “Um elefante é como uma árvore”. Outro cego tocou a orelha e declarou que o animal era semelhante a uma folha de couve. Outro, por sua vez, pegou a tromba e disse que o bicho era como uma cobra. O que tocou o rabo declarou que era como um chicote; o que tocou as presas concluiu que ele uma espada, e, enfim, o que encostou na barriga alegou que o elefante era como uma rocha. Todos tocaram o animal, mas nenhum conhecia de fato o elefante todo. Da mesma forma vemos pessoas que às vezes têm uma visão limitada da obra de Deus. Como tenho servido a Deus?  Encontramos neste texto 3 tipos de servos de Deus:

1- Moisés, iniciativa, intercessão: v.9
Ele tomou a iniciativa assim que viu a necessidade. Chamou Josué para defender o povo e foi para o monte interceder. Ele viu que era preciso de gente para lutar e para orar. Este ministério é tão importante que quando Moisés levantava a mão abençoando o povo de Deus prosperava e quando abaixava perdia (v.11). Ao vermos problemas na Igreja precisamos agir rápido e nunca reclamar, mas abençoar sempre. Mas Moisés se CANSAVA e precisava de ajuda para continuar de mãos erguidas. Isso mostra que quem está à frente também se cansa e precisa de apoio (v. 11). Deus nos chama para tomar iniciativa e abençoar!

2- Arão e Hur ajuda e companheirismo: v.12b
Junto com Moisés estavam Arão e Hur, eles viram que Moisés estava cansado e providenciaram uma pedra para ele se sentar e também ficaram segurando as mãos de Moisés para o ajudar a abençoar o povo até o anoitecer. A pedra aqui simboliza Jesus. Moisés precisava de um apoio para se firmar e Jesus é a nossa rocha e fortaleza. Muitos ao invés de ajudar o irmão a se firmar na rocha ficam jogando pedra e pesando o braço. Quem está à frente precisa de ajuda e Arão e Hur foram um apoio para Moisés. Deus nos chama para estar ao lado dos irmãos ajudando e abençoando.

3- Josué, obediência e coragem: v. 10

Josué era um jovem de aproximadamente 40 anos. Ele não questionou Moisés, Arão e Hur ficarem só orando, mas obedeceu e partiu para a luta com a confiança de que alguém estava orando por ele. Josué foi corajoso, enfrentou o problema e venceu, mas com a ajuda dos irmãos. Às vezes o sucesso da obra não é devido a quem está na frente, mas àqueles que estão abençoando e apoiando. Por isso a vitória não era só de Josué. Qual o seu papel na obra de Deus?!

Conclusão: v.14,15

O Senhor mandou Moisés escrever aquela vitória. E nós também podemos escrever que se na Igreja cada um fizer a sua parte todos seremos vitoriosos. Moisés edificou um altar e chamou “o Senhor é a nossa bandeira”. Este foi um ato de louvor ao Senhor que é a nossa esperança e símbolo de vitória.

Aplicação:

Qual o chamado de Deus para você?
O que você está fazendo com suas mãos?
Pedir que todos, de pé, levantem as mãos o mais alto que puderem aqueles que não aguentar devem ser ajudados. Um com as mãos lutava, outro com as mãos abençoavam e outros com as mãos ajudavam. E a função de uma não era mais importante que a do outro. Você foi chamado para estar à frente da batalha como Josué, para abençoar e liderar como Moisés ou foi chamado para ajudar como Arão e Hur? Responda isso para Deus.

NOVO TESTAMENTO

Quem caminha com Cristo, deve fazer a leitura do N.T. conforme a sequência que se segue, sem leitura orientada, a fim de que cada um, de si mesmo, verifique o significado do Evangelho sem as leituras pré-condicionantes aprendidas na religião. É preciso aprender a olhar as Escrituras a partir do Evangelho.

O EVANGELHO É A BOA NOVA


O Evangelho é a Boa Nova. O Evangelho é a certeza de que Deus se reconciliou com o mundo, em Cristo; e que agora os homens podem se desamedrontar, pois foi destruído aquele que tem o poder da morte — a saber: o diabo —; bem como foram libertos aqueles que estavam sujeitos à escravidão do medo da morte por toda a vida. Quem crer está livre, e pronto para começar a andar na paz”.

☛ QUERIDOS SEGUIDORES

☛QUERIDOS SEGUIDORES DO GOOGLE+

☛ Comentários Recentes

Minha lista de blogs